Efeito de Azeites virgens com diferentes compostos bioativos na Síndrome Metabólica e em biomarcadores de risco funcional endotelial

A Síndrome metabólica (SM) está associada ao risco aumentado de doenças cardiovasculares (DCV), que é a principal causa de incapacidade e mortalidade nos países industrializados. Sua etiologia está associada a uma resposta inflamatória crônica caracterizada pela produção anormal de citocinas, que leva a disfunção endotelial.

Estudos prévios sugerem efeito protetor dos compostos fenólicos do azeite de oliva na disfunção endotelial. Nesse sentido, em ensaio randomizado duplo-cego controlado, Sanchez-Rodriguez et al., avaliaram o efeito de azeites virgens (AV) enriquecidos com compostos fenólicos e compostos químicos triterpenos em biomarcadores da SM e da função endotelial em adultos saudáveis. O estudo teve duração de três semanas de intervenção envolvendo 58 indivíduos suplementados com dose diária (30 mL) de três tipos de azeite virgem: (1) AV (124 ppm de compostos fenólicos e 86 ppm de triterpenos); (2) AV otimizado (AVO) (490 ppm de compostos fenólicos e 86 ppm de triterpenos); e (3) azeite funcional (AF) rico em compostos fenólicos (487 ppm) e enriquecido com triterpenos (389 ppm). Biomarcadores da SM e da função endotelial foram determinados in vivo e ex vivo.

Após ingestão dos três azeites, houve diminuição dos níveis plasmáticos e em culturas de células sanguíneas do biomarcador endotelina-1 (ET-1), um potente vasoconstritor que aumenta pressão sanguínea. O AV com pelo menos 124 ppm de compostos fenólicos, independentemente do teor de triterpenos, também melhorou os níveis sistêmicos de endotelina-1 in vivo e ex vivo. A ingestão diária de AVO, enriquecido em compostos fenólicos, melhorou o perfil plasmático do colesterol HDL, embora não tenham sido encontradas diferenças ao final das três intervenções. Nenhum efeito de triterpenos foi observado após três semanas de intervenções. Os autores concluíram que os resultados do estudo precisam ser confirmados em indivíduos com SM e comprometimento da função endotelial.

Referência: Sanchez-Rodriguez E et al. Effects of Virgin Olive Oils Differing in Their Bioactive Compound Contents on Metabolic Syndrome and Endothelial Functional Risk Biomarkers in Healthy Adults: A Randomized Double-Blind Controlled Trial. Nutrients. 2018 May 16;10(5).

Por: Renata Gonçalves