Suplementação de Nutracêuticos em Pacientes com Síndrome Metabólica

A síndrome metabólica (SM) é uma condição clínica comum no mundo ocidental, associada ao aumento do risco de doenças cardiovasculares (DCV). Esta condição metabólica é caracterizada por obesidade visceral, hipertensão arterial e resistência à insulina.

Nos últimos anos, a suplementação de compostos nutracêuticos tem se destacado como uma alternativa adicional no tratamento da SM e seus fatores de risco associados. Recente estudo prospectivo multicêntrico, randomizado, duplo-cego controlado por placebo foi realizado para avaliar o efeito do suplemento nutracêutico Armolipid Plus® na resistência à insulina e perfil lipídico (colesterol total e frações) de indivíduos com SM. Cada comprimido do suplemento nutracêutico continha 500 mg de berberina, 10 mg de policosanol, 200 mg de arroz fermentado com Monascus purpureus (levedura vermelha de arroz) que equivale a 3 mg de monacolina K , 0,2 mg de ácido fólico, 2 mg de coenzima Q10 e 0,5 mg de astaxantina.

O estudo foi realizado com 141 indivíduos com SM e alto risco de DCV, na faixa etária entre 28 e 76 anos, que foram divididos em dois grupos: 1) grupo nutracêuticos (GN) contendo 71 participantes que receberam suplementação com cápsula do composto nutracêutico ; 2) grupo controle (GC; n= 70), que recebeu suplementação placebo. Todos participantes tomaram 1 comprimido ao dia durante o período de 24 semanas.

No final do estudo, resultados mostraram que houve uma melhora significativa no perfil lipídico de pacientes do GN através da redução no colesterol total (CT- 13,2 mg/dl), LDL (- 13,9 mg/dl), total de frações não-HDL (-15,3 mg/dl) e aumento da fração HDL (+ 2,0 mg/dl). Essas alterações foram também significativas em comparação com o grupo placebo (CT: GN – 13,2 mg/ dL vs GC + 2,7 mg/dL, p <0,01; LDL: GN -13,9 mg /dl vs GC + 1,5 mg/dl, p <0,01; total de frações não-HDL: GN -15,3 mg/dl vs GC + 2,8 mg/dl, p <0,01). Foi encontrado aumento significativo da fração HDL no GN em comparação com o grupo controle (GN: + 2 mg/dL versus GC: 0,13 mg/dL; p <0,05). Não foram observados resultados significativos na resistência insulínica. Os autores do estudo concluíram que houve boa eficácia e segurança da suplementação do composto nutracêutico na melhora do perfil lipídico de indivíduos com SM e alto risco de DCV. Esses resultados estão associados com redução do risco de desenvolvimento e progressão de aterosclerose, especialmente devido a diminuição significativa das partículas LDL pequenas e densas. Mais estudos com acompanhamento a longo prazo ainda são necessários para avaliar os efeitos desse composto nutracêutico na morbimortalidade de doenças cardiovasculares.

Referência: GALLETTI et al. Efficacy of a nutraceutical combination on lipid metabolism in patients with metabolic syndrome: a multicenter, double blind, randomized, placebo controlled trial (2019) 18:66.

Por: Débora Becker