Dieta rica em grãos integrais em marcadores da Síndrome metabólica, Peso corporal e Microbioma intestinal

Consumo de grãos integrais está associado à redução do risco de desordens metabólicas como diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. Roager e colaboradores, em estudo randomizado, crossover, investigaram o efeito de dieta rica em grãos integrais na modulação do microbioma e função intestinal, alteração da sensibilidade à insulina e biomarcadores da saúde metabólica.

Foram selecionados 60 adultos de ambos os sexos, com idade entre 20 e 65 anos, que consumiram dieta com ≥ 75g de grãos integrais e dieta com grãos refinados, por 8 semanas, com período de 6 semanas de washout entre as dietas.

O consumo alimentar foi avaliado através de diário alimentar de 4 dias, no início e fim de cada período de dieta. Além disso, avaliou-se marcadores metabólicos, medidas antropométricas, hipertensão arterial, composição do microbioma intestinal, tempo de trânsito intestinal e perfil metabólico urinário, também no início e fim de cada período de dieta.

Houve uma diferença significativa entre o consumo de fibras entre as dietas (p <0.001). No período do estudo com dieta rica em grãos integrais, foi observado redução da ingestão energética e do peso corporal (p <0.001). Marcadores de inflamação sistêmica de baixo grau, como a proteína C reativa (PCR) e interleucina 6 (IL-6) também foram observados com a dieta de grãos. Embora tenha tido benefícios significantes no peso e alguns marcadores da SM, não foi encontrado alteração significativa no microbioma intestinal.

 

Referência: Roager HM, Vogt JK, Kristensen M, et al. Whole grain-rich diet reduces body weight and systemic low-grade inflammation without inducing major changes of the gut microbiome: a randomised cross-over trial. Gut 2019; 68:83-93.

Por Natália Lopes