Consumo de frutas cítricas contribui na prevenção do câncer de próstata

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais diagnosticado em homens, independentemente de sua origem. O estilo de vida é um dos principais fatores de risco para seu desenvolvimento, porém o papel da dieta na sua prevenção ainda é pouco explorado, mesmo em relação aos vegetais. Isso ocorre devido à variabilidade no delineamento dos estudos que não separam por estágio da doença ou por categoria de vegetal estudado. Já é conhecido que o consumo de diferentes frutas, legumes e verduras fornecem diferentes compostos bioativos, entretanto, o efeito protetor de crucíferas e tomates no câncer de próstata ainda não é totalmente conclusivo. O estudo de coorte, envolvendo 140 mil homens, de diferentes locais da Europa, teve como objetivo examinar a associação do consumo de frutas e, legumes e verduras com o risco de câncer de próstata. As frutas e vegetais foram classificadas em subgrupos e a coleta das informações de consumo desses alimentos foi realizada por meio de questionários previamente validados. Dentro de um período de aproximadamente 14 anos de seguimento, aproximadamente 7 mil participantes foram diagnosticados com câncer de próstata. O estudo mostrou que o consumo de grande quantidade de frutas, especialmente as cítricas, é inversamente proporcional ao risco de desenvolver câncer de próstata, independente do tipo de tumor e que o aumento de 100g/dia do total de frutas consumidas diminui em 3% o risco de desenvolvimento de câncer de próstata.

Referência: Cornago-Perez A. et al. Fruit and vegetable intake and prostate cancer risk in the European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition (EPIC). Int J Cancer. 2017 Jul 15;141(2):287-297.