Dieta vegetariana melhora a função das células beta e resistência à insulina em adultos com sobrepeso

O comprometimento da função das células beta pancreáticas, tipicamente precedida pela resistência à insulina nas células musculares e hepáticas, é um fator chave no diabetes tipo 2 (DM2).

A falência dessas células reflete uma perda relativa de massa das células por apoptose, bem como a redução da sensibilidade à glicose e perda da secreção de insulina. Dados limitados na literatura sugerem que a função das células beta e a massa das células beta podem ser influenciadas pelo tipo de dieta e atividade física.

Estudos prospectivos demonstraram que a prevalência de DM2 pode ser até 70% menor entre indivíduos que seguem dietas baseadas em vegetais, em comparação com a população não-vegetariana, mesmo após o ajuste para diferenças no IMC. Além disso, uma dieta sem derivados animais demonstrou melhorar o controle glicêmico no DM2 em comparação com dieta hipocalórica reduzida em carboidratos. Esses estudos levantam a questão se dieta vegetariana poderia melhorar a função das células beta e a sensibilidade à insulina.

No recente estudo de Kahleova, homens e mulheres (n = 75), não diabéticos, com idade entre 25 e 75 anos, IMC entre 28 e 40 kg/m2 foram randomizados para seguir uma dieta à base de plantas com baixo teor de gordura (n = 38) ou para não fazer mudanças na dieta (n = 37) por 16 semanas. No início e após 16 semanas, a função e taxa de secreção de insulina das células beta foi quantificada por meio do exame de peptídeo C, e para avaliar a resistência à insulina durante o jejum, o índice de Avaliação do Modelo de Homeostase (HOMA-IR).

Foi observado aumento na secreção de insulina estimulada após a refeição no grupo de intervenção em comparação com o controle (p <0,001). O índice HOMA-IR caiu significativamente no grupo de intervenção (p = 0,004). Alterações no HOMA-IR correlacionaram-se positivamente com as mudanças no índice de massa corporal (IMC) e no volume de gordura visceral (p<0,05). Alterações na secreção de insulina induzida pela glicemia correlacionaram-se negativamente com as alterações do IMC (p = 0,04), mas não com alterações na gordura visceral.

Os autores concluíram que, a função das células beta e a sensibilidade à insulina em jejum podem ser modificadas por uma intervenção dietética de 16 semanas. O estudo sugere efeito positivo da dieta vegetariana com baixo teor de gordura na prevenção do DM2, abordando os dois principais mecanismos fisiopatológicos da resistência à insulina e diminuição da função das células beta – ao mesmo tempo.

Referência: Kahleova H, Tura A, Hill M, Holubkov R, Barnard ND. A Plant-Based Dietary Intervention Improves Beta-Cell Function and Insulin Resistance in Overweight Adults: A 16-Week Randomized Clinical Trial. Nutrients. 2018; 9;10(2).

Por: Mariane Marques