Perda de massa muscular e fatores de risco para mortalidade na UTI

Existe uma relação entre a baixa massa muscular esquelética na admissão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e mortalidade. Sepse é um diagnóstico comum em pacientes críticos e, quando associada a idade avançada e presença de comorbidades crônicas incluindo insuficiência cardiovascular, renal ou câncer, pode acelerar o declínio da massa muscular esquelética e sarcopenia, que impacta diretamente a taxa de sobrevida na UTI.

Em recente estudo publicado na revista Journal of Critical Care, pesquisadores investigaram 155 pacientes críticos (93 homens e 62 mulheres; idade média de 66 anos) com diagnóstico de sepse abdominal e APACHE II de 84,3 (± 27,4), com objetivo de avaliar se a sarcopenia é um fator de risco independente para mortalidade hospitalar em doença crítica na presença de comorbidades associadas à perda de músculo esquelético. Análises uni e multivariadas foram realizadas para avaliar a associação entre sarcopenia e mortalidade hospitalar, corrigido para idade e comorbidades associadas.

A presença de sepse foi definida como infecção e pelo menos uma disfunção orgânica de acordo com os novos critérios de sepse-3. A sarcopenia foi definida como um índice de área do músculo esquelético abaixo do percentil 5 da população de referência, através da tomografia computadorizada de abdome realizada entre 6 dias antes e 2 dias após a admissão na UTI.

A prevalência de sarcopenia foi de 24,2% em mulheres e de 35,5% em homens.  Em uma análise univariável, a mortalidade hospitalar foi significativamente maior em pacientes com sarcopenia em comparação com pacientes sem sarcopenia (50,0% vs. 32,7%, p= 0,040). No entanto, parece que essa relação foi influenciada pela presença de comorbidades como insuficiência renal e câncer, os quais foram fatores de risco independentes para mortalidade hospitalar, enquanto a sarcopenia isolada não demonstrou esse efeito. Os autores concluíram que em pacientes críticos com sepse abdominal, as comorbidades associadas à perda muscular foram fatores de risco para mortalidade hospitalar.

Referência: Baggerman MR, van Dijk DPJ, Winkens B, et al. Muscle wasting associated co-morbidities, rather than sarcopenia are risk factors for hospital mortality in critical illness. J Crit Care. 2020; 56:31-36.

Por: Ana Carolina Costa Vicedomini